Drogas/Política

Venha para o bonde da transcendência

576433_3927764838335_1050786449_n

Foi bonito mas foi chimfrim. Bora aumentar o bloco?

Ano passado o bloco foi pequeno, mas deu o recado: de que adianta acabar com o tráfico e a violência gerada pela lei das drogas se, depois, não pudermos ocasionalmente dissolver nossos egos no campo imaterial da consciência cósmica que é a própria estrutura do espaço-tempo? Pois é…

Ali mesmo, na Paulista, o povo aderiu a ajudou a compôr as primeiras marchinhas xamânicas. Foi um sucesso.
Tanto que para 2013, eu e o chapa Stephan Doitschnoff, estamos convocando todos interessados em celebrar as substâncias e as experiências psicodélicas em uma ala especial na Marcha da Maconha. E alistando voluntários para a produção de camisetas, estandartes, fantasias e debates públicos na concentração do evento.

Abaixo, o textinho manifesto do evento do Facebook. Nos próximos dias vamos anunciar uma reunião de produção e criação de material.

________________________

A ALA DOS PSICODÉLICOS VAI SAIR

a primeira ala dos psicodélicos vai sair

a primeira ala dos psicodélicos vai sair

Não é novidade para qualquer pessoa minimamente atenta: a Guerra às Drogas é uma tragédia. E a proibição cega é um mal muito maior do que as próprias substâncias. Há mais de 10 anos a Marcha da Maconha vai às ruas do Brasil com essa bandeira. E defende, com toda razão, que a cannabis, em vez de uma falsa ameaça, pode ser uma grande aliada.

Mas, entre o debate racional e a histeria pública, há uma família de drogas esquecida, tadinha. A dos PSICODÉLICOS.
Mescalina, DMT, Psilocibina, LSD… a lista é longa, o valor é enorme e discussão é mínima.

Há milênios a humanidade conhece e se beneficia dessas substâncias. São a raiz de muitas religiões, filosofias, descobertas científicas, criações artísticas. Experiências religiosas, de auto-conhecimento, conexão, terapêuticas, emocionais, estéticas ou intensamente hedonistas… quase sempre intraduzíveis.
Não causam dependência e, se usadas com inteligência e informação, podem ser uma das mais seguras e eficazes formas de manifestar, investigar e expandir a mente.

Assim como a maconha, após milhares de anos de convivência com os seres humanos muitos psicodélicos foram proibidos no mundo todo. Sem qualquer respaldo científico ou histórico, interesses políticos aliados à pura ignorância querem banir da cultura essas verdadeiras medicinas transcendentais. E proibir o direito auto-evidente das pessoas explorarem sua própria consciência.

Então, como parte da Marcha da Maconha de 2013, convidamos todos que sabem do valor, e são gratos a essas maravilhosas moléculas, a participar da primeira Ala dos Psicodélicos. Traga seu cartaz, sua faixa, sua turma, seu melhor argumento para a rua e saia do armário para dizer que certas drogas não são um problema. Pelo contrário… podem ser, em muitos casos, parte da solução.

Ala dos Psicodélicos. Na Marcha da Maconha 2013 em São Paulo. Dia 8 de junho, às 14hs, no MASP.

Confirma e espalha!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s